O QUE É TERAPIA REGRESSIVA?

Por Vanderli Aparecida Pantolfi da Costa


A Terapia Regressiva é uma técnica de cunho terapêutico, trazida e divulgada no Brasil inicialmente por Morris Netherton (1997), junto com outros pioneiros, como Edith Fiore (1978), Roger Woolger (1988), Brian Weiss (1996) e Hans Tendam (1994). 

Atualmente tem sido divulgada com muita dedicação aqui no Brasil por Idalino Almeida, e outros membros da Associação Brasileira de Terapia Regressiva (ABTR).

Em seu conceito a Terapia Regressiva de acordo com Netherton:   

É uma nova técnica psicológica de abordagem do inconsciente, relacionada com traumas, problemas psicossomáticos, comportamentos emocionais e mentais das fases mais precoces da vida, incluindo a concepção, a vida intra-uterina, o nascimento, a infância, as mortes anteriores à atual vida e outras vidas. Pesquisa o problema onde ele estiver. 

 A técnica vai além das fronteiras estabelecidas.


Por ser uma técnica transpessoal que se baseia nas lembranças conscientes e inconscientes, busca nos gatilhos disparados pelos sintomas, as origens dos conflitos que causam o sofrimento no sujeito com o objetivo de ressignificá-los, liberando-o das angústias. 



É por isso mesmo, uma técnica de efeito rápido, seguro e muito eficiente, e que atualmente segundo Idalino Almeida:

Essa técnica tem evoluído desde a época de sua popularização como Terapia de Vidas Passadas (TVP), em especial aqui no Brasil. E hoje, depois de longo tempo de prática clínica, muitos pioneiros têm acrescido novas formas de trabalhar com a Terapia Regressiva, uma tecnologia de ponta.

A Terapia Regressiva permite ao cliente buscar, com ajuda do terapeuta, num estado alterado de consciência (EAC), em suas memórias o evento traumático, sofrível e chocante do seu passado, os quais têm gerado sofrimentos e angústias no momento atual de sua vida, com objetivo de liberá-lo desses tormentos, sobre uma nova visão e entendimento do ocorrido. 

Na prática o terapeuta em regressão, usa técnicas para atingir o EAC do cliente, tais como, relaxamento, hipnose, sintomas psíquicos, emocionais e físicos. Esses sintomas são utilizados como pontes, emocional, somática, imaginativa ou visual e verbal. 

Através dessas técnicas o terapeuta ajuda o cliente a aflorar sua memória onde estão fixados os “nós” e conflitos. Ao acessar e reviver essas emoções, o cliente faz uma catarse, se libertando dos conflitos e consequentemente ressignificando o ato cometido ou mesmo pensado, lhe trazendo bem estar. 

Essa terapia atualmente tem sido usada para o autoconhecimento na busca de soluções para graves conflitos familiares, de 

relacionamento interpessoal, além dos diversos distúrbios e transtornos emocionais, físicos, psicossomáticos e comportamentais.  

De acordo com Almeida a Terapia Regressiva como técnica terapêutica transpessoal se baseia nas lembranças e busca a reconciliação com a causa que dispara o gatilho do conflito. 

Visa explorar e libertar bloqueios e complexos emocionais com maior capacidade que outras terapias, alcançando recordações que estão no inconsciente do sujeito, as lembranças e muitas situações repetitivas que são passados da vida. Tem a função de ressignificar os “nós” emocionais, como culpa, medo, pânico, traumas dentre outros.

Vídeo: Por que A Terapia de Regressão?



Postado por EARTh Association


POR QUE A TERAPIA DE REGRESSÃO? 
Foi produzido pela Associação Europeia de Terapia de Regressão.

Produtor Executivo: Athanasios Komianos
Música de Resat Guner e Kevin Mac Leod
Narração de Dave Graham
Escrito e dirigido por Ulf Parczyk, esopsych.de & upsignum.de

Os contribuintes para as legendas e responsáveis ​​pelas traduções para os seus idiomas são.
Para o inglês e grego Athanasios Komianos e Maria Eleni Elsayan.
Para o turco Yasemin Tokatli e Handan Dervis Yorukoglu.
Para o alemão Charlotte Muthesius e Ulf Parczyk.
Para a holandesa Karen Stemkens, Janine Booij, Willemijn Luyendijk e Assina Haan.
Para a Marina Eberth da Estônia.
Para o português Sueli Simoes.
Para a Checa Bernadetta Hodkova.
Para o russo Pavel Gyngazov e Rifa Hodgson.
Para Bandas de Yolanda Espanhola
Para a francesa Susan Coulbeaut
Para a italiana Saskia Bergink
Categoria
Educação
Licença
Licença de atribuição Creative Commons (reutilização permitida)


Clique aqui e agenda
 seu horário

Comentários